segunda-feira, 16 de junho de 2014

PLANO QUADRIENAL

                          

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO MAUÁ
E. E. “PROFª  “ MARIA EXPEDITA SILVA ”
Rua : Alfredo Sebastião da Silva , 73 – Jardim Canadá Mauá – CEP: 09331-170         
Fones: 4578-4639 – 4577-5764       E-mail:e923400@see.sp.gov.br


I – IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA:

A)     Nome da escola: EE Profª. Maria Expedita Silva

B)     Endereço: Av: Alfredo Sebastião da Silva, 73                                                                           
  Bairro: J. Canadá                              
  Cidade:  Mauá                                                 
  CEP 09331-170
  FONE: 45785764 / FAX  45775764  -  e-mail: e0923400a@see.gov.sp
  CNPJ: 02.581.404/0001-41                 
  Código CIE: 923400                 
  Código FDE: 22.950

C)     Atos Oficiais:
       C.1. - Criação da U.E. : Decreto 43.074, de 06 de maio de 1998 – Publicado em D.O.E de 07/05/98
       C.2. - De Criação dos Cursos:

Nível: Educação  Básica
Modalidade
Organização
Decreto nº
Publicado DOE
Ensino Fundamental
Ciclo II (5ª a 8ª)
Regular
Anual
043074/98
07/05/1998
Ensino Médio
Regular
Anual
043074/98
07/05/1998

A)     Quadro da Equipe de Gestão:

CARGO
NOME
SITUAÇÃO
RG
Diretor
Ana Paula S.S. Pereira
Efetivo
25463768-1
Vice Diretor de Escola
Elisabete Timóteo
PEB II Efetiva -Designada
17.045.513
Vice Diretor de Escola
Marisa Sirleni Barbosa Silva
PEB I OFA -Designada
16.684.340
Coordenador Pedag. Fundamental
Marly Teixeira de Almeida
PEB II OFA
 Designada
20.556347
Coordenador Pedag. Médio
Rozana Grossi Teixeira Leite
PEB II EFETIVO - Designado
19.396.495-8
Professor Coordenador de Apoio à Gestão
Luzia Janaína V.B. S.Carmani
PEB II OFA
 Designada
32.730.918











B)     Níveis e Modalidades de Ensino:

Nível: Educação  Básica
Modalidade
Organização
Duração
Regime
Ensino Fundamental




Ciclo II (5ª a 8ª)
Regular
Anual
4 anos
Progressão Continuada
Ensino Médio
Regular
Anual
3 anos
Progressão Parcial

Alunos Atendidos:
  A Escola atende alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental de nove ( 9 ) anos e alunos de 1ª a 3ª     séries do Ensino Médio.
Manhã: 07h00min às 12h20min
20 salas
Séries atendidas:
8 séries ( 9º Ano) : A – B- C –D – E – F – G
                     1ª séries do ensino médio – A – B – C – D-E-F-G-H

Tarde: 13h00min às 18h20min
17 salas
Séries atendidas:
6º ANO – A – B – C – D – E
7º ANO – A – B – C – D – E
                      7ª Série –A – B – C – D – E – F - G

Noite: 19h00min às 23h00min
15 salas
Séries atendidas:
2ª séries do ensino médio – A – B – C – D – E – F- G – H - I
                     3ª séries do ensino médio – A – B – C – D – E - F

II - Período e Horários de Funcionamento:

Períodos
Horários de Funcionamento
Manhã
Das       07h00min  às    12h20min
Tarde
Das       13h00min  às    18h20min
Noturno
Das       19h00min  às     23h00min

III - RECURSOS HUMANOS:

  1)      NÚCLEO DA DIREÇÃO:

MÓDULO
MÓDULO
DEFICIT
PREENCHIDO
Diretor
1
1
0
Sim
Vice-Diretor
2
2
0
Sim
   
  2)      NÚCLEO ADMINISTRATIVO:

MÓDULO
MÓDULO
DEFICIT
PREENCHIDO
Gerente de Organização
1
1
0
Sim
Agente de organização escolar - secretaria
5
5
0
Sim
Professor Mediador
2
2
0
Sim

3) NÚCLEO OPERACIONAL:

MÓDULO
MÓDULO
DEFICIT
PREENCHIDO
     Agente de organização escolar - inspetores
5
5
0
Sim
     Auxiliar de Serviços (Terceirizado)
5
5
0
Sim
     Agente de serviços
5
5
1
Sim
     Zelador   
1
1
0
Sim

4) NÚCLEO TÉCNICO PEDAGÓGICO:

MÓDULO
MODULO
DEFICIT
PREENCHIDO
     Professor Coordenador Fundamental
1
1
0
Sim
     Professor Coordenador Médio
1
1
0
Sim
     Professor Coordenador de Apoio à Gestão
1
1
0
Sim

5) CORPO DOCENTE:

MÓDULO

EFETIVOS
OFAs
PEB II
49
33
Eventuais
0
21

IV– PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA:

     O Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar é pautado em uma gestão participativa e democrática de todos os segmentos da comunidade escolar e dos demais membros do bairro que se interessam pelo acompanhamento do cotidiano escolar e colaboram para  a gestão das políticas públicas que são aplicadas na escola.
     Estudos comprovam que se há participação coletiva, realmente significativa, o saber cultural da comunidade são partes integrantes e indispensáveis do currículo de uma escola que prima pela inserção da cultura participativa e cidadã de seus membros.
     Ao reunirmos todos os segmentos, valorizamos a integração do saber da nossa comunidade intra e extraescolar e, portanto, como consequência positiva, a práxis pedagógica se dá com qualidade, equidade, reduzindo- se a evasão e a repetência escolar e ampliando-se  as aprovações nos finais de Ciclo, criando-se assim, uma cultura de sucesso, respeitando-se as diferenças e sabemos que praticar o ser cidadão é, entre outras coisas, aprender a agir com respeito, solidariedade, responsabilidade, justiça, não violência e, sobretudo a agir com diálogo nas diferentes situações. Dessa forma o Projeto Político Pedagógico é voltado para uma escola que seja sucesso e uma referência em Educação e qualidade no Estado de São Paulo.
      Os inúmeros problemas educacionais e o verdadeiro papel da educação formal são motivos de ampla discussão na sociedade hodierna. Urge empreender um esforço coletivo para vencer as barreiras e entraves que inviabilizam a construção de uma escola pública que eduque de fato para o exercício pleno da cidadania e seja instrumento real de transformação social, espaço em que se aprenda a aprender, a conviver e a ser com e para os outros, contrapondo-se ao atual modelo gerador de desigualdades e exclusão social. Com isso nosso Projeto Político Pedagógico pretende mostrar como o trabalho em equipe pode contribuir para estabelecer novos paradigmas de gestão e de práticas pedagógicas. A nossa proposta Pedagógica tem como ponto de partida a função de criar condições para que todos os nossos alunos desenvolvam suas capacidades e aprendam os conteúdos necessários e significativos para construir instrumentos de compreensão da realidade e de participação em relações sociais, políticas e culturais diversificadas e cada vez mais amplas. A nossa equipe assume o compromisso de construir coletivamente com base no diálogo, respeito mútuo em relação de igualdade de condições que possibilitem formar crianças, jovens e adultos que “raciocinem”, e não apenas repitam o que se aprende, desenvolvendo em nossos alunos a criatividade e as condições básicas para viver em uma sociedade exercendo sua cidadania plena com direitos e deveres claramente definidos. A avaliação deverá ser entendida como um dos aspectos do processo de aprendizagem que permite nossa Unidade Escolar, no seu conjunto, observar os resultados de sua prática pedagógica e rever procedimentos para melhor atingir os objetivos propostos que levam ao desenvolvimento da sociabilidade, da cooperação e do respeito entre todos os agentes do processo garantindo aprendizagens significativas.


V – CONCEPÇAO DE EDUCAÇÃO E DE PRÁTICAS ESCOLARES COM BASE NA PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA:

   A Educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho (Art. 2º, Lei 9394/96), assim, esta U.E. tem como objetivos:

  •      A igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
  •     A capacitação de estudantes a transformar informações em conhecimento, como: aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a ser e aprender a conviver;
  •      A liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber;
  •      A liberdade de pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas;
  •      O respeito à liberdade e apreço à tolerância;
  •      A valorização do profissional da educação;
  •      A gestão democrática do ensino público, nas formas das legislações em vigor.
  •      Atingir alto padrão de qualidade;
  •      A vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais;
  •      O desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, a escrita e do cálculo;
  •      A compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade;
  •      O desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores;
  •      O fortalecimento do vínculo familiar, dos laços de solidariedade humana e tolerância recíproca em  que se assenta a vida social; 
  •     O aprofundamento dos conhecimentos adquiridos com a finalidade de prosseguimento de estudos;
  •     O aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;
  •      A compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.

ANÁLISE DO TRABALHO DESENVOLVIDO


ASPECTOS POSITIVOS
ASPECTOS NEGATIVOS




Temos uma escola democrática onde toda a equipe esta comprometida com o processo ensino-aprendizagem, havendo boa interação entre professor e aluno e participação da direção nas situações de conflito e indisciplina.
Apontamos a baixa qualidade ou ainda em muitas situações a ausência dos pais no acompanhamento da vida escolar dos filhos, o que, consequentemente, reflete na evasão, irregularidade de frequência e baixo desempenho no processo ensino-aprendizagem. Esta deficiência de acompanhamento gera, inclusive a inversão de valores vivenciada pelo educando, fazendo com o mesmo apresente dificuldades de convivência dentro da comunidade escolar, agindo com indisciplina, não assumindo suas responsabilidades no processo de sua formação educacional.
RESULTADOS APRESENTADOS A SOCIEDADE
O ALUNO NA RELAÇÃO ENSINO-APRENDIZAGEM
Apesar das dificuldades enfrentadas, a escola está conseguindo demonstrar para a comunidade que possui preocupação com os resultados do processo ensino-aprendizagem, bem como para com o resgate dos valores fundamentais do cidadão e da família. Estes resultados vêm proporcionando uma reaproximação, ainda que lenta, da comunidade para com a escola. Da mesma forma, nota-se que vem ocorrendo maior valorização da escola como um todo.
A equipe escolar está comprometida com o processo ensino-aprendizagem e coloca o aluno como agente fundamental neste processo. Entretanto, detectamos que o aluno ainda demonstra pouco interesse no conhecimento escolar, não atuando como o protagonista na relação ensino-aprendizagem. Isso decorre de falhas no entendimento do papel de cada agente envolvido no processo de construção do conhecimento, ou seja, do próprio aluno, de seus pais e até mesmo de alguns profissionais.

A ESCOLA QUE PRETENDEMOS

O CIDADÃO
A EDUCAÇÃO
Somos unânimes em desejar a formação de um cidadão consciente de seus deveres e direitos, sendo crítico e atuante na sociedade moderna, estando bem preparado para concorrência existente no mercado de trabalho e para a solução dos conflitos que enfrentará ao longo de sua vida.
É o processo através do qual se busca a formação social, cultural e cognitiva do cidadão, preparando-o para a vida em sociedade, sendo ele um cidadão crítico e atuante na sociedade em que vive.

A MISSÃO DA ESCOLA
VISÃO SOBRE AVALIAÇÃO


     É dever da escola oferecer subsídios ao aluno para que, através do conhecimento e da educação, ele se torne um cidadão que saiba aplicar suas competências e habilidades para continuar aprendendo e aprimorando sua vida em sociedade
É o processo utilizado para diagnosticar as lacunas existentes no ensino-aprendizagem, para que possamos intervir em tempo hábil junto ao aluno, buscando meios para que o aprendizado seja efetivo. A avaliação se desenvolve no aspecto qualitativo e deve ser feita de forma contínua, utilizando-se diversos meios para tanto. Na avaliação há que se considerarem os avanços do educando.
PRIORIDADE
VISÃO DE FUTURO
   A prioridade da escola é avançar na qualidade do processo ensino-aprendizagem, já que é o maior problema enfrentado, considerando que cerca de 40% dos educandos do Ensino Fundamental e Médio estão classificados no nível de proficiência abaixo do básico. Também é prioridade encontrar meios para solucionar a problemática da baixa frequência, evasão e especialmente da indisciplina.
    Atua para ser reconhecida pela boa  qualidade dos serviços educacionais prestados a sua comunidade, bem como por enfatizar os  valores fundamentais do cidadão e da família, dessa  forma procura-se conquistar maior valorização da escola como um todo.


      VIII- DEFINIÇÕES DE METAS A SEREM ATINGIDAS E AÇÕES:

PROBLEMA
DETECTADO
METAS
CURTO PRAZO
MÉDIO PRAZO
LONGO PRAZO

Corpo Docente: 
Frequência irregular Especifica; Formação
Continuada
    Elevação da taxa de frequência e ressaltar a importância da falta programa; oferecer capacitações para formação; promover o diálogo com a comunidade escolar.
    Palestras de motivação; formação continuada em ATPC’S.
Valorização do trabalho coletivo, Resgate de Autoestima.
Capacitações

Corpo discente:
Indisciplina/violência
Evasão
      Lacunas de aprendizagem.
 Promover a aproximação da família e buscar a conscientização do educando de suas responsabilidades, Diminuir o índice geral de reprovação e evasão escolar Garantir a qualidade do ensino/aprendizagem.
    Desenvolver a socialização entre alunos, promover palestras direcionadas aos familiares dos alunos; recuperação continua e paralela, promover oficinas de alfabetização, acompanhamento do desenvolvimento da aprendizagem.
Mudança de postura e comportamento do corpo discente; projeto de leitura e escrita em todas as áreas do conhecimento.
   Promover contado estreito com a comunidade, redução do índice de evasão e repetência, palestras sobre prevenção de DSTs, alcoolismo e violência  e gravidez na adolescência.
Comunidade na Escola:
     Indiferença no processo de ensino aprendizagem dos filhos.
     Promover espaço de participação da comunidade na escola; Favorecer a integração escola/família/comunidade.
Melhorar e fortalecer o relacionamento da escola com a comunidade.
     Incentivar a participação ativa da comunidade para que participe das decisões e soluções nos projetos educativos.
   Criar espaço e comissões para a participação ativa da comunidade.
HTPC’S
        Insuficiência de ações  no processo de formação continuada
  Aperfeiçoar momento de formação continuada e ênfase no acompanhamento pedagógico
Leitura de diversos textos, pesquisas, vídeos, etc.
    Melhora da qualidade do ensino aprendizagem e convivência humanizada da comunidade escolar
    Melhora da qualidade do ensino aprendizagem e convivência humanizada da comunidade escolar


      AÇÕES PARA SOLUÇÃO

Materiais Pedagógicos
     Possuir material em quantidade e qualidade suficientes
  Favorecer o trabalho do grupo discente e docente
     Otimização dos materiais.
  Aquisição através de verbas Públicas
Direção
  Gestão democrática e participativa
Gestão democrática e participativa
Gestão democrática e participativa
 Participação da comunidade na gestão escolar
Secretaria
Eficácia do atendimento
     Informatização/ humanizar o atendimento
    Humanizar o atendimento
     Humanizar o atendimento
    Preservação do Prédio Escolar
  Promover a prática de preservação do meio em que vivemos.
     Projetos de conservação e  preservação para conscientização do corpo discente;

    Mostrar a responsabilidade e a importância do papel de cada um para tornar a escola um espaço agradável.
    Desenvolver projetos de preservação e conservação escolar em parceria com a comunidade.
Espaço físico interno
Ampliação e Construção
 Ampliação do pátio tornando-o um espaço amplo e agradável.
Anfiteatro
     Mudança da cozinha e da cantina
Espaço físico externo
Melhorias e construções
  Melhorias do estacionamento e da iluminação
  Reforma e elevação dos muros em torno da escola.
 Construção de mais quadras externas

      1 - GESTÃO DE RESULTADOS EDUCACIONAIS


INDICADORES
AÇÕES
NÍVEL DE ATENDIMENTO
    AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS OBTIDOS PELA ESCOLA
       Avaliação dos resultados obtidos  pela escola que assegurem o acesso e permanência e o  sucesso escolar de nossos alunos.

BOM
   AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS OBTIDOS PELA ESCOLA
§  Trabalho desenvolvido pela escola
§  Análise dos dados para reorientar as atividades
§  Análise sistemática dos resultados das avaliações dos alunos.
§  Frequência regular/faltas

ÓTIMO
        ANÁLISE SISTEMÁTICA DOS RESULTADOS DAS AVALIAÇÕES
    Nossa escola contará com projetos que visem a incentivar a família da importância da vida escolar dos seus filhos, a exemplo de ações citamos projetos específicos para este propósito, Mão amiga, Feira cultural, Programa escola da família, Formatura na escola e ainda contamos com aulas de reforço em parceria com a diretoria de ensino, Trilhas e letras e Números em ação,  projeto Tem Mais Matemática.
     Todo esse empenho pedagógico será realizado de forma interdisciplinar, criando condições e situações onde o educando desenvolva sua capacidade cognitiva e afetiva para conhecer e refletir sobre o conhecimento adquirido.

ÓTIMO
 MEDIDAS ADOTADAS P/ REGULARIZAR       A FREQUENCIA
   §  Melhorar o aprendizado
   §  Diminuir o índice geral de reprovação e evasão
   §  Possibilitar o convívio social.
   §  Envolver os pais nas atividades escolares
BOM


     2 - GESTÃO PARTICIPATIVA

INDICADORES
AÇÕES
NÍVEL DE ATENDIMENTO
PARTICIPAÇÃO DOS PAIS 
      Envolvimento da comunidade escolar
ÓTIMO
       PARTICIPAÇÃO DOS SEGMENTOS DA COMUNIDADE ESCOLAR EM SEUS ÓRGÃOS COLEGIADO
  Participação da comunidade, participação dos colegiados (conselho de Escola/APM/Grêmio Estudantil), Divulgação do Regimento (norma de convivência que orientem direitos e deveres); Socialização das informações recebidas (reuniões/OT’s)

ÓTIMO
     DIVULGAÇÃO DOS DOCUMENTOS QUE ORIENTAM OS DIREITOS E DEVERES DOS PROFESSORES, FUNCIONÁRIOS, PAIS E ALUNOS.
  Participação das campanhas comunitárias, programar o uso periódico pela comunidade em períodos ociosos, reunir periodicamente ou bimestralmente os colegiados, reunião com a diretoria da APM para definir e planejar a aplicação de verbas, sociabilizar as informações recebidas, através das reuniões de ATPC’s, dando ênfase ao trabalho interdisciplinar, orientações feitas pela APM e Conselho de Escola ao Grêmio Estudantil, Esclarecimentos e orientações aos pais quanto às norma de convivência da escola, para que participem de forma mais adequada e efetiva da rotina escolar.
ÓTIMO
SOCIALIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES RECEBIDAS

      Organizar comissões para atuarem na escola e na comunidade auxiliando no desenvolvimento das atividades propostas, aplicar os fundos arrecadados para suprir as necessidades da escola, tanto na parte do atendimento do aluno quanto na manutenção do prédio, favorecer a integração visando à melhoria do relacionamento humano e coletivo através de trocas de conhecimento.
ÓTIMO


     3 – GESTÕES PEDAGÓGICAS

INDICADORES
AÇÕES
NÍVEL DE ATENDIMENTO
Avaliação das competências desenvolvidas pelas áreas do currículo, tendo como referência o PCN, (identificação das formas de registro  e dos critérios de avaliação)
     Currículo da aprendizagem e sua formação geral

ÓTIMO
Análise do acompanhamento das atividades pedagógicas desenvolvidas pela equipe docente, articulando as ações com a Proposta Pedagógica.
   Formas de Registros Critérios de avaliação
   Ações realizadas conforme o projeto pedagógico

ÓTIMO
     Avaliação das estratégias utilizadas para verificar o compromisso dos professores com a aprendizagem dos alunos e articulação com as famílias e a comunidade
Elaboração dos planos de ensino por componentes curricular, Discussão de normas existentes.
     Reformulação e orientação da avaliação escolar, Gráfico de acompanhamento do rendimento escolar.

ÓTIMO


    4 -  GESTÃO DE PESSOAS

INDICADORES
AÇÕES
NÍVEL DE ATENDIMENTO
     Avaliação das ações voltadas para integração entre os profissionais da escola pais e alunos
     Compromisso dos gestores professores e funcionários com o projeto pedagógico
 ÓTIMO
      Avaliação das ações de formação continuada em serviço e troca de experiências vivenciadas
Ações para fortalecer vínculo professor/aluno e desses com as comunidades
     Ações de formação continuada em serviço e troca de experiências.
Práticas regulares de valorização de pessoas.

ÓTIMO
      Avaliação de práticas de valorização e reconhecimento do trabalho da equipe escolar
    Através dos projetos desenvolvidos pela unidade escolar, integrar e aproximar alunos, professores e funcionários nas atividades desenvolvidas, fortalecendo laços afetivos entre o aluno e a escola. Envolver alunos de todos os períodos num trabalho único juntamente com a comunidade em evento cultural

ÓTIMO

1.1 Equipe Gestora

  •    Diretor:
  •    Vice-Diretor:
  •    Professor Coordenador
  •    Professor Coordenador de Apoio à Gestão
1.2 Cursos que mantêm
1.3 Número de alunos da escola e sua distribuição por turno, curso, série/ano e turma
1.4 Número total de professores
1.5 Número total de funcionários
1.6 Horário de funcionamento da escola
2. Finalidades da Escola de acordo com a Proposta Pedagógica
3. Objetivos / Metas
4. Ações a serem implementadas para o alcance dos objetivos/ metas almejados